11 dicas para fazer um game de plataforma mais divertido

11 dicas para fazer um game de plataforma mais divertido Arte: Reddit

Embora o artigo se concentre em jogos de plataforma, a filosofia pode ser aplicada a qualquer tipo de jogo.

Os games do gênero plataforma estão entre os projetos mais comuns produzidos pelos desenvolvedores iniciantes, seja em virtude da facilidade de criação e produção ou do saudisismo em relação aos primeiros games de consoles, como Pitfall ou Super Mario Bros.

O site da revista de desenvolvimento de games Devmag, da África do Sul, lançou, nos idos de 2011, um texto de Diorgo Jonkers, fundador da empresa Gojo Entertainment, que apresenta 11 sugestões para converter seu projeto de platformer em um jogo mais divertido.

O Drops de Jogos conversou com o autor do texto e o editor do site e resume as ideias centrais do artigo para dar aquela ajudinha aos noobies que estão ariscando a produção de seu primeiro jogo no gênero.

1 - Mantenha a simples interface de usuário
Ao pressionar o botão de salto, o personagem pula. Simples assim, e a ideia é manter a interface de usuário simples. O desafio para o jogador deve  ser pressionar o botão no tempo certo, residindo no 'timing' correto e não no uso da interface, diz o autor. Menus e todas as seções interativas do jogo também devem se mostrar intuitivos.

2 - As informações importantes devem ser fácilmente localizáveis
Os itens colecionáveis ​​devem ser fáceis de reconhecer. Uma rápida olhadela no HUD deve oferecer todas as informações necessárias. O jogador deve saber com clareza o que está acontecendo no menu. A estética deve auxiliar a compreensão do ambiente do jogo.

3 - Fique atento aos seus limites de colisão
Objetos amigáveis ​​incluem power-ups, interruptores, escadas e cordas oscilantes, e devem apresentar um limite de colisão maior do que o objeto em si. Objetos nocivos como inimigos, disparos, objetos pontiagudos e lâminas rotativas, entre outros, devem ter um limite de colisão menor que sua área. Isso ajuda o jogador a adquirir itens ou evitar danos e perigos.

4 - Torne mais fácil saltar ente vãos livres
Ofereça ao jogador um tempo limite de até um segundo além da lógica convencional (ou da física clássica) para que o personagem possa saltar entre as plataformas. Deixe o herói saltar mesmo que ele já esteja fora da plataforma, em pleno ar na animação.

5 - A animações do personagem devem seguir os movimentos do jogador, e não o contrário
O jogador quer correr, saltar, agarrar uma escada no meio do ar, subir, disparar sua arma, e pular a escada. As animações devem permitir que ele o faça. Da mesma forma, o desenvolvedor não deve impedir o input de uma ação do jogador, só porque a animação ainda está acontecendo. O jogador não deve ter que esperar até que a animação termine para poder se mover novamente.

6 - Forneça power-ups e itens colecionáveis em abundância
A maioria das crianças coleciona tralhas, simplesmente porque é divertido. Esse mesmo sentimento de alegria acontece quando você recolhe as coisas em um game. Encha o jogo de coisas. Quanto mais melhor.

7 - Escreva uma codificação genérica mas versátil de Inteligência Artificial
Codifique um pequeno número de agentes de IA básicos, cada um contendo um certo número de variáveis. Com a designação de valores diferentes para as variáveis, é possível criar uma grande variedade de agentes de IA. [Nota do Editor: Um bom exemplo talvez sejam os fantasminhas de Pacman, que apresentam comportamentos diferentes no jogo, embora tenham a mesma função]

8 - Tenha em mente uma boa história e o 'clima' do jogo
Defina a história do jogo logo no início do desenvolvimento, como uma diretriz para a atmosfera geral do jogo, seu estilo de arte e objetivos. A história pode ser complexa ou conter uma única linha de texto, e não é necessário que o jogador a conheça por completo ou de uma vez só. Mas Jonkers salienta ser fundamental que todos os envolvidos no projeto a conheçam detalhadamente.

9 - Defina escopo e tempo de produção claramente
Faça uma lista de tudo o que precisa ser feito para completar o jogo. A seguir, estime quanto tempo será preciso para implementar cada item da lista. O total calculado será o tempo mínimo necessário para completar o jogo. Um exemplo: Se um artista leva 2 semanas para criar e animar um personagem, então deve demorar 20 semanas para criar 10 personagens, ou quase meio ano de produção.
Cada vez que o designer resolver adicionar um novo recurso, estará empurrando a data de lançamento para mais longe. Pense com clareza e corte o que não for essencial, para evitar atrasos e prejuízos com a produção.

10 - Faça a prototipagem antes de finalizar a diversão teórica
Existem milhares de boas ideias para jogos de computador, mas nem todas são divertidas. A melhor maneira de descobrir é prototipando o jogo. O protótipo é uma forma rápida de criar o jogo e fazer mudanças no projeto, que ajuda o desenvolvedor a testar suas idéias. Embora alguns possam pensar que se trata de perda de tempo ou de recursos, a prototipagem permite descartar cedo as más ideias e adaptar as boas para o projeto.

11 - Envolva todos no grupo de desenvolvimento
Um game é um projeto de colaboração criativa. Se apenas uma ou duas pessoas projetam o jogo, ele corre gande risco de tornar-se um trabalho criativamente limitado. As pessoas geralmente se sentem mais felizes e se dedicam mais a um projeto no qual se sentem incluídas desde o processo inicial.
Não precisa ser uma reunião periódica formal, as pessoas podem mandar contribuições por email ou sugestões.

Como indica o autor no texto original, "embora este artigo se concentre em jogos de plataforma, a filosofia por trás de cada idéia pode ser aplicada a qualquer tipo de jogo, seja 2D ou 3D. Esta lista não inclui apenas dicas para o produto (um jogo divertido), mas também para o processo de desenvolvimento".

Acompanhe Drops de Jogos no Facebook e no Twitter.

Última modificação emQuarta, 29 Junho 2016 06:02
Kao Tokio

Kao Tokio é produtor cultural, pesquisador sobre Cultura de Games e repórter especial do Drops de Jogos.

Website.: www.playnbiz.com

Assine nossa Newsletter

Nome:
Email:

Log in

Cadastre-se