Resenha: Mouse Dazz Cyborg tem diferentes velocidades e bom design, mas tem frágil acabamento

Resenha: Mouse Dazz Cyborg tem diferentes velocidades e bom design, mas tem frágil acabamento Foto: Divulgação

Com visual futurista, o mouse mecânico Cyborg da Dazz possui diferentes velocidades, botões que facilitam naquele RTS e um design que abraça os seus dedos. Enquanto o teclado da mesma marca é barulhento e resistente, este periférico possui um desempenho mais discreto e liso.

Ele funciona na resolução máxima de 4000 DPI. O que isso significa? Os reflexos e os seus cliques contam com uma eficácia mais precisa. Ele possui nove botões com ações diferentes.

O botão central muda a cor do LED brilhante central. Mas a mudança não é apenas estética. Cada configuração aumenta ou diminui a velocidade da ação do mouse na sua desktop. O triplo clique também é possível graças a tantos comandos - que podem ser programados pelo usuário.

A velocidade mais lenta é a vermelha, seguida pelas cores verde, azul e roxo. Para uso cotidiano, a velocidade verde satisfaz o uso convencional de navegação na internet. No entanto, games online exigem velocidade. Por isso, a velocidade roxa consegue acertar seus reflexos.

Apesar das vantagens, o design diferenciado é menos protegido para quedas. As bordas são de alumínio com detalhes em plástico, mas você terá que cuidar do periférico para que ele não caia da mesa.

E o importante: Vale pelo preço?

O mouse Dazz Cyborg custa cerca de R$ 190, dependendo da loja. O concorrente Ouroboros Elite custa cerca de mil reais, é ambidestro e possui muito mais recursos, enquanto Corsair Scimitar é mais recomendado para MMOs e está na faixa dos R$ 400.

Considerando estes outros modelos, o Cyborg sai praticamente pela metade do preço, é um modelo de entrada acessível e possui diferentes de velocidades que podem se adaptar ao estilo do jogador. Acaba sendo uma boa pedida justamente pelos diferentes recursos.

Acompanhe Drops de Jogos no Facebook e no Twitter.
Clique aqui e assine nosso canal no YouTube

Última modificação emSexta, 29 Dezembro 2017 22:05
Pedro Zambarda

É jornalista, escritor e comunicador. Formado em Jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero e em Filosofia pela FFLCH-USP. É editor-chefe do Drops de Jogos e editor do projeto Geração Gamer. Escreve sobre games, tecnologia, política, negócios, economia e sociedade. Email: dropsdejogos@gmail.com ou pedrozambarda@gmail.com.

Website.: www.geracaogamer.com

Assine nossa Newsletter

Nome:
Email:

Log in

Cadastre-se