Desenvolvedora convoca mulheres programadoras a romper o preconceito do meio, com competência e coragem

Durante a visita ao Pavilhão Indie, na BGS 2017, o Drops de Jogos encontrou a simpática e experiente desenvolvedora de jogos Nádia Aquino. A profissional atua no mercado de jogos independentes nacionais e, ao lado de personalidades mais conhecidas como Thais Weiller e Amora Bettany, luta para conquistar um lugar na produção de games e busca também caminhos para estimular outras programadoras e vencer o desafio do eterno preconceito machista que ronda esse universo.

Acompanhada do também desenvolvedor Diel Mormac, criador do game Madcap Castle, que está com venda promocional na BGS, a programadora explicou que é necessário manter-se firme e mostrar que, a despeito das gracinhas e do bulling, as mulheres conseguem romper o círculo vicioso do preconceito exibindo sua qualificação profissional.

"Quando você mostra que o seu trabalho é tão bom quanto o de qualquer outra pessoa, o seu sexo e o seu gênero já não importam mais, o que importa é o seu trabalho.", destacou a jovem, que se mostrou acanhada em frente à câmera, mas respondeu as questões com muita propriedade. "Não se sintam oprimidas!", finalizou.

Confira a entrevista em vídeo.

Acompanhe Drops de Jogos no Facebook e no Twitter.
Clique aqui e assine nosso canal no YouTube 
Kao Tokio

Kao Tokio é produtor cultural, pesquisador sobre Cultura de Games e repórter especial para o Drops de Jogos.

Website.: www.playnbiz.com

Assine nossa Newsletter

Nome:
Email:

Log in

Cadastre-se