Ebook Game Chronicles apresenta causos de 19 retrogamers e pode ser baixado gratuitamente

Ebook Game Chronicles apresenta causos de 19 retrogamers e pode ser baixado gratuitamente Imagem: divulgação
É comum encontrar gamers e fãs de jogos digitais que guardam na memória uma ou mais passagens memoráveis envolvendo sua paixão pelos jogos. Pensando nisso, os responsáveis pelo site Jogo Véio resolveram lançar sua primeira empreitada no campo da publicação editorial, com o lançamento do livro Game Chronicles, projeto assinado pelos redatores Ítalo Chianca e Eidy Tasaka.
 
A ideia de reunir redatores amigos para para a criação desse resgate nostálgico envolvendo os jogos do passado veio do próprio Ítalo Chianca, que encabeçou o projeto desde a sua concepção. Todos os cronistas participantes do projeto têm envolvimento com os videogames desde muito cedo, seja como apaixonados por games na condição de jogadores ou como redatores e editores no mercado editorial voltado a essa linguagem. 
 
Historiador de formação, Chianca atua profissionalmente como Tabelião Público, mas isso não impede a realização de um trabalho consistente como redator do site Jogo Véio e também como colaborador para a Editora WarpZone. O autor já publicou trẽs obras antes do Game Chronicles, mais exatamente Videogame Locadora (2014), Os videogames e eu (2015) e Papo de Locadora (2016).
 
O Drops de Jogos conversou com o escritor para conhecer detalhes do novo projeto. Acompanhe a entrevista.
 
Drops de Jogos - De onde surgiu a ideia de unir 26 memórias de retrogamers para a criação do livro?
Ítalo Chianca - A ideia de reunir as crônicas veio da preocupação de manter viva parte dessas memórias de outro jogadores que, assim como eu, escreviam crônicas sobre games em grandes sites do país. Quando publicamos na Internet, o texto é lido durante um tempo muito curto. E logo em seguida some.
Mas eu queria que pelo menos essas memórias pessoais vivessem mais. E o melhor lugar pra isso é num livro. Na hora que o texto ganha vida na folha do livro, ele se eterniza. Ganha forma.
Por isso resolvi juntar as crônicas dos meus amigos, publicadas nos sites por onde trabalhei: GameBlast, Jogo Véio e WarpZone
Com isso em mente, comecei a vasculhar esses sites em busca de crônicas sobre videogames que contavam histórias que seriam facilmente identificáveis por qualquer um que tenha crescido jogando jogos eletrônicos.
 
Drops de Jogos - Não devem faltar causos curiosos e saudosistas de inúmeros retrogamers. Como foi feita a seleção dos textos?
Ítalo Chianca - Com uma lista dessas histórias, convidei os amigos mais próximos para cederem suas histórias para esse livro. Todos são colegas de longa data, que trabalharam comigo em diversos projetos.
As crônicas, aliás, englobam praticamente todas as gerações de videogames. Do Atari e seus clones brasileiros, passando pelos 8 e 16 bits, até os primeiros PlayStation.
Além das histórias dos meus amigos, eu também reuni algumas das minhas memórias com os games que ainda não tinham sido publicadas em outros livros, principalmente do tempo das locadoras de videogame.
E são essas lembranças das locadoras, onde eu encontrava os amigos, me divertia com meus irmãos e lia as revistas de videogame, que mais me motivaram a escrever os meus livros.
 
Drops de Jogos - Conte uma das memórias mais incríveis que você tem em sua relação com os games do passado. E diga-nos porque ela é tão significativa para você.
Ítalo Chianca - Uma dessas histórias que é bem especial pra mim. Era de quando eu fazia a minha própria revista de videogame, no caderno de artes da escola. Eu escrevia análises dos jogos que jogava na locadora. Falava dos lançamentos que chegavam na locadora. Colocava dicas. Tudo feito em casa para os meus irmãos mais novos. Eles amavam. Eu adorava aquilo, pois sempre sonhei em escrever para revistas de verdade na época, como a Super Game Power, Ação Games, Gamers, Nintendo World. Agora imagina o tamanho da minha alegria quando vejo um texto meu publicado numa revista de verdade hoje...
 
Drops de Jogos - Algum autor importante relacionado à expressão e memória dos games não participou e merece estar presente em uma possível edição número dois?
Ítalo Chianca - Como os autores desse primeiro volume são todos colegas de redação, pretendo convidar outros autores que escrevem sobre games que são entusiastas da história dos videogames e que fazem muito pela história dos videogames no Brasil. Adoraria convidar pessoas de outros sites e portais para ter memórias de outras partes do país e épocas diferentes.
 
Drops de Jogos - Qual o objetivo no lançamento da obra em caráter gratuito? O livro será disponibilizado em versão impressa?
Ítalo Chianca - Sim. Quero lembrar aos interessados pelo livro que esse é um projeto sem fins lucrativos. A única intenção disso tudo é preservar essa parte tão importante da história dos videogame no Brasil que estão nas memórias dos jogadores. Portanto, o PDF é grátis e a versão impressa custa apenas o valor de produção na gráfica. Um trabalho feito com amor.
 
As 26 crônicas estão distribuídas nas 218 páginas do livro, promovendo um convidativo passeio pela história dos videogames e também pela infância de qualquer um que tenha segurado um joystick durante as décadas de 1980 e 1990. O ebook pode ser baixado através desse link. Para adquirir a versão impressa, acesse a página da obra no Clube dos Autores.

Acompanhe Drops de Jogos no Facebook e no Twitter.
Clique aqui e assine nosso canal no YouTube

Última modificação emTerça, 07 Novembro 2017 10:11
Kao Tokio

Kao Tokio é produtor cultural, pesquisador sobre Cultura de Games e repórter especial do Drops de Jogos.

Website.: www.playnbiz.com

Assine nossa Newsletter

Nome:
Email:

Log in

Cadastre-se