Thais Weiller, desenvolvedora brasileira, fala sobre criação no painel #1ReasonToBe da GDC

Thais Weiller, desenvolvedora brasileira, fala sobre criação no painel #1ReasonToBe da GDC Foto: Reprodução/VentureBeat

A desenvolvedora brasileira Thais Weiller fez parte do painel #1ReasonToBe que fala sobre aspectos emocionais na criação de jogos. De acordo com o dev holandês Rami Ismail, do estúdio Vlambeer, o espaço é para contar sobre o porquê ser alguém envolvido no setor.

O painel surgiu de comentários feitos no Twitter de desenvolvedoras sobre suas razões para estarem na indústria de games, que é tradicionalmente machista.

"Nenhuma experiência poderosa é feita sem sufoco. Envolve muito sofrimento como um rompimento inesperado ou um chefe ruim. Uma jornada com problemas de saúde. Direcione a sua infelicidade para fazer um game, para fazer algo bom. Fará você se sentir melhor consigo mesmo. Eu decidi fazer um jogo sobre o vazio dentro de mim. Era sobre a ansiedade social que morava dentro", explicou Thais no painel no dia 2 de março, fazendo referência à criação do título indie Rainy Day.

Outros desenvolvedores de diferentes lugares do mundo e representando minorias falaram no painel, como Guillaume Olivier Madiba do Camarões, na África, Marta Ziółkowska da Polônia (sobre seus primeiros games fracassados) e Brigitta Rena Estidianti da Indonésia.

Via VentureBeat

Acompanhe Drops de Jogos no Facebook e no Twitter.
Clique aqui e assine nosso canal no YouTube

Última modificação emSegunda, 06 Março 2017 00:30
Pedro Zambarda

É jornalista, escritor e comunicador. Formado em Jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero e em Filosofia pela FFLCH-USP. É editor-chefe do Drops de Jogos e editor do projeto Geração Gamer. Escreve sobre games, tecnologia, política, negócios, economia e sociedade. Email: dropsdejogos@gmail.com ou pedrozambarda@gmail.com.

Website.: www.geracaogamer.com

Assine nossa Newsletter

Nome:
Email:

Log in

Cadastre-se