Primeiras impressões de Dragonball Fighter Z na E3 2017

Primeiras impressões de Dragonball Fighter Z na E3 2017 Foto: Divulgação

Por Pedro Zambarda, editor-chefe do Drops de Jogos, com reportagem em Los Angeles (EUA)

Se alguém me dissesse que um jogo baseado na série de animes Dragon Ball me surpreenderia numa E3, eu diria para esta pessoa que ela enlouqueceu. Fighter Z, no entanto, quebrou todas as minhas espectativas e foi a melhor experiência de games que tive entre os mostrados pela Bandai Namco nesta edição da maior feira do setor no mundo.

O jogo traz comandos simples para games de luta. Meia luz para frente ou para trás é suficiente para dar um kamehameha, suas variações e se defender dos golpes. O resto é questão de reflexo e estratégia.

Poucos personagens, muito gameplay

O título é focado em personagens da série Dragon Ball Z, sucesso absoluto entre animes nos anos 90. A demo na E3, no entanto, trouxe apenas seis lutadores. A saber: Goku, Vegeta, Gohan (jovem), Freeza (forma final), Cell (forma final) e Maajin Boo (forma inicial). 

A Bandai informou o Drops de Jogos que este é apenas uma demo e que o jogo terá mais personagens. Quando perguntamos a um produtor do jogo, a portas fechadas, sobre a possibilidade de DLCs com personagens adicionais, ele disse que é possível.

Evolução na tela

Goku começa super sayajin e pode evoluir ao longo do combate para os níveis 2 e 3, assim como Vegeta. O foco dos embates e trocar socos, atirar rajadas de energia e aumentar seu ki para os especiais.

O jogo lembra bastante Marvel vs Capcom no gameplay rolando, trazendo combates de três personagens contra três. A dinâmica inclusive ficou semelhante ao Marvel vs Capcom Infinite presente no estande da outra desenvolvedora japonesa, só que em gráficos 3D.

Ao invés disso, Dragonball Fighter Z preferiu apostar em gráficos cell shading caprichados, lembrando imediatamente o seu anime. Entre as principais publicações de games, da GameInformer até o IGN internacional, o título recebeu recomendações de melhor da feira. Os desenvolvedores são do Arc System Works, de Guilty Gear e BlazBlue.

Foi a jóia de ouro da Bandai Namco em 2017.

Dragonball Fighter Z chegará para PS4, Xbox One e PC (Steam).

Acompanhe Drops de Jogos no Facebook e no Twitter.
Clique aqui e assine nosso canal no YouTube

Última modificação emDomingo, 18 Junho 2017 03:40
Pedro Zambarda

É jornalista, escritor e comunicador. Formado em Jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero e em Filosofia pela FFLCH-USP. É editor-chefe do Drops de Jogos e editor do projeto Geração Gamer. Escreve sobre games, tecnologia, política, negócios, economia e sociedade. Email: dropsdejogos@gmail.com ou pedrozambarda@dropsdejogos.com.br.

Website.: www.geracaogamer.com

Assine nossa Newsletter

Nome:
Email:

Log in

Cadastre-se